URUGUAIANA JN PREVISÃO
Setembro Amarelo

Ações focam na saúde mental e prevenção ao suicídio

Gabriela Barcellos

Em 2015 o mês de setembro foi adotado como mês de dedicação à promoção da Saúde Mental e prevenção ao suicídio, o Setembro Amarelo. Seu objetivo é informar, conscientizar, e trabalhar a prevenção. 

Atualmente, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), o suicídio é a segunda principal causa de morte entre jovens com idades entre 15 e 29 anos. Todos os dias, pelo menos 32 brasileiros tiram suas próprias vidas. Autoridades da área dizem que tais números poderiam ser reduzidos consideravelmente se existissem políticas eficazes de prevenção do suicídio.

De acordo com a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), o Brasil apresenta as maiores taxas de incapacidade causada por depressão (9,3%) e ansiedade (7,5%) do continente americano. Para a Organização Mundial de Saúde (OMS), os problemas relacionados a saúde mental são considerados uma prioridade devido ao grande número de dias de incapacidade que o transtorno mental pode causar.

Saúde Mental

Em Uruguaiana, de acordo com a coordenadora do setor de Saúde Mental Municipal, Suziele Moreira, há um ano os protocolos de atendimento à população sofreram alterações, tais como a adoção de atendimento à demanda espontânea, através de acolhimento às pessoas que buscam o serviço, o atendimento psicológico descentralizado nas Estratégias de Saúde da Família (ESF), a contratação de mais profissionais psicólogos e psiquiatras para atendimento na Rede Pública, além de muitos outros. Tudo isso tem trazido resultados muito positivos, tais como a redução dos índices de suicídio no município, que neste ano registraram uma diminuição de 86%.

Mesmo enfrentando o período de pandemia, os serviços de Saúde Mental de Uruguaiana mantiveram seu funcionamento, respeitando todos os protocolos municipais. Em virtude desta nova realidade o formato das ações teve ser remodelado, abrindo espaço para novas ferramentas de apoio, como as redes sociais, por exemplo, que estão servindo de grande apoio às ações desenvolvidas. Ainda segundo a coordenadora do setor, diariamente são produzidas e publicadas dicas sobre como tratar o assunto, além de cursos e lives indicadas pelos profissionais vinculados à Saúde Mental.

Santa Casa

Apesar de estar com a área de internação clínica em saúde mental indisponível, a Santa Casa presta tal serviço através do pronto socorro. Atualmente, a unidade realiza por semana em média oito atendimentos de pacientes de saúde mental, em situações diretamente resultantes de tais enfermidades.

Pensando na importância do serviço e em proporcionar um atendimento especializado, incluindo a internação próxima à família, o Hospital Santa Casa de Uruguaiana vem trabalhando para reabrir o espaço de internação em saúde mental. Antigamente, o serviço funcionava no 3º andar da instituição, mas foi fechado em outubro de 2018.

O projeto inclui não apenas o tratamento farmacológico, mas será executado por uma equipe multiprofissional que inclui, entre outros, psicólogos, assistentes sociais e enfermeiros, incumbidos da diminuição do sofrimento do paciente, na sua reabilitação psíquica e a busca das habilidades perdidas por conta da doença.

A obra teve início em março e está avançando significativamente. De acordo com a gestora administrativa da Santa Casa, enfermeira Thaís Aramburu, "a demanda nesta área é bastante significativa e estamos trabalhando para ter condições de supri-la aqui, sem precisar encaminhar pacientes para outros municípios e afastá-los de suas famílias. Portanto, esse projeto é fundamental".

Ela ressalta ainda a parceria da Secretaria de Saúde na empreitada. "Estamos unidos em prol desse objetivo, recebendo um apoio sem igual, especialmente do secretário adjunto, José Luiz Saldanha. E também da psiquiatra Raquel Saldanha, que está empenhada em nos ajudar", comenta.

A área tem 360 m², com capacidade para 18 leitos.

Caps AD

Em dezembro do ano passado o Centro de Atendimento Psicossocial Álcool e Drogas (CAPS AD) passou por uma criteriosa reformulação em sua estrutura. As instalações receberam nova pintura, cerâmicas em salas distintas e tiveram o telhado reformado. Os quartos de repouso dos usuários do serviço foram reformulados e a área de lazer também passou por melhorias. Segundo a secretária municipal de Saúde, Lilian Stumm, são realizados diariamente cerca de 60 atendimentos entre consultas médicas e psicológicas, além de suporte assistencial aos familiares. No Caps AD, os usuários com plano terapêutico recebem alimentação e participam de oficinas pedagógicas, como de pintura, por exemplo. Os assistidos também desenvolvem atividades externas. O Caps AD tem hoje cerca de 2.800 pessoas cadastradas e está localizado na Rua Sete de Setembro, 1496, no antigo Hospital Santo Antônio. O telefone para contato é o 3911-3067.

Sobre nós:

Credibilidade na informação regional e a força de um dos precursores da informação em Uruguaiana. Você também está convidado para fazer parte dessa história.

Telefone: (55) 3402-2782
Endereço: R. Duque de Caxias, 2247 - Centro, Uruguaiana - RS, 97500-181