URUGUAIANA JN PREVISÃO
Pós-pandemia

Semed expõe trabalho para recuperação da aprendizagem

Após a pandemia, alunos apresentaram defasagem média de 40% em matemática, leitura e escrita segundo a pasta.

Foto: Divulgação / Ascom / CMU

Membros da Secretaria Municipal de Educação (Semed) utilizaram nesta quinta-feira, 23/6, a tribuna da Câmara de Vereadores para expor as ações da pasta para promover a recuperação da aprendizagem dos alunos da rede municipal de ensino após dois anos sem atividades presenciais por conta da pandemia de covid-19.

A coordenadora da pasta, Maria Cristina Galvão, contou que o primeiro passo tomado pela equipe foi criar formas de avaliar as "aprendizagens essenciais" durante 2020 e 2021, quando as aulas ocorreram em formato remoto. As aprendizagens essenciais são leitura, escrita e raciocínio lógico-matemático.

A análise desses eixos foi feita através de provas realizadas com os alunos de todas as turmas e de todas as escolas municipais. Por meio do diagnóstico, a pasta constatou uma média de defasagem de 30% nas aprendizagens essenciais. Alunos dos 1º, 2º e 3º anos foram os que mais apresentaram o pior desempenho, com uma média de 40%. Do 5º ao 9º ano foi onde menos se verificou perdas de aprendizagem, com uma média de 25%.

A Semed considera esses índices baixos quando comparados aos resultados estaduais e nacionais. Maria Galvão afirma que isso se deve ao trabalho consolidado pela pasta e pelas escolas nos anos anteriores à pandemia.

Com o conhecimento desses dados, a coordenadora explica que o primeiro programa voltado à recuperação das aprendizagens focou na formação continuada de professores. Essa atividade consistiu em reuniões realizadas com o corpo docente para formular metodologias ativas que favorecessem a recuperação.

A partir disso, cada escola desenvolveu planos próprios para o retorno e a recuperação do ensino presencial. O programa municipal de leitura e escrita foi umas das únicas metodologia comum a todos os educandários.

Em todas as escolas da rede também foram criadas as salas de apoio, ou salas de aprendizagem, onde os professores atendem alunos dos anos iniciais e finais com maiores dificuldades em turnos inversos.

Ainda como uma forma de lidar com as principais defasagens. Foram instituídas as oficinas de aprendizagem, onde, pelas manhãs, se trabalha somente as aprendizagens essenciais, como matemática ou escrita e leitura.

Para as escolas rurais, foi desenvolvido o Programa Jovem do Campo, que busca incluir o contexto rural na educação e atividades de recuperação.

Maria Galvão reiterou que apesar das defasagens na rede municipal de Uruguaiana terem sido inferiores aos níveis nacionais, a Semed não irá deixar de acompanhar os trabalhos de recuperação desenvolvidos e de ampliar o compromisso com a melhora do ensino.


Sobre nós:

Credibilidade na informação regional e a força de um dos precursores da informação em Uruguaiana. Você também está convidado para fazer parte dessa história.

Telefone: (55) 3402-2782
Endereço: R. Duque de Caxias, 2247 - Centro, Uruguaiana - RS, 97500-181