Eleições 2022

Reforma Tributária é a nova 'solução' de Leite

Projeto inédito e revolucionário é visto - dentro e fora do governo - como oportunidade de projeção nacional para o jovem político.

Mesmo com sintomas leves da covid-19, o governador Eduardo Leite (PSDB) participou de um debate virtual promovido pelo site Congresso em Foco, onde apresentou sua proposta de reforma tributária. Junto com ele estava o secretário da Fazenda, Marco Aurelio Cardoso. O mandatário apresentou as medidas há duas semanas e, na primeira quinzena de agosto deve encaminhar o projeto à Assembleia Legislativa.  

No debate, Leite disse que a reforma tributária em discussão no Congresso, que trata da unificação de dois tributos federais e de medidas de simplificação, não afeta em nada o trâmite do projeto do Rio Grande do Sul - pelo contrário, coloca o Estado em vantagem, pois em nível local já se está alinhando e antecipando às medidas nacionais. "O Rio Grande do Sul tem urgência para retomar sua competitividade. Fizemos a mais profunda reforma da Previdência entre os Estados e uma reforma inédita nas carreiras dos servidores públicos. Agora, precisamos avançar na pauta da tributação, buscando manter os níveis de arrecadação do Estado para retomar o equilíbrio fiscal, mas queremos fazer isso de forma a tornar o sistema mais inteligente, mais racional, mais moderno, buscando justiça tributária e animando investimentos no Estado", disse.

Para especialistas políticos, a participação no debate é parte da estratégia de concentrar esforços no pacote, que é visto dentro e fora do governo como a nova oportunidade de projeção nacional de Leite, visando as eleições de 2022 e uma possível participação nacional.

A reforma está sendo apresentada como 'solução' para um grande - ou alguns - problema gaúcho, mas já enfrenta críticas duras.

Esta é a terceira ideia vendida como 'solução' para um grande problema durante a gestão de Leite - as primeiras foram a Epicovid e o Distanciamento Controlado -, mas já é alvo de críticas de deputados antes mesmo de chegar ao Parlamento. O deputado Fábio Ostermann (Novo), por exemplo, destacou em vídeo pontos 'ocultos' no texto apresentado pelo governador. O assunto será abordado pelo CIDADE em entrevista exclusiva na próxima semana.

Para analistas, a estratégia do governador inclui vender a imagem de moderado, um perfil que, projetam, será muito buscado em 2022. E, ao mesmo tempo, se colocar dentro do PSDB como uma opção ao governador de São Paulo, João Dória.

Sobre nós:

Credibilidade na informação regional e a força de um dos precursores da informação em Uruguaiana. Você também está convidado para fazer parte dessa história.

Telefone: (55) 3402-2782
Endereço: R. Duque de Caxias, 2247 - Centro, Uruguaiana - RS, 97500-181