URUGUAIANA JN PREVISÃO
Violência

Homicídios tiveram queda, mas tentativas de feminícidio dobraram

SSP não divulgou dados referentes às tentativas de assassinado. Entre os feminicídios os crimes consumados tiveram queda, mas as tentativas tiveram aumento de 114,3%.

Gabriela Barcellos

O estado do Rio Grande do Sul atingiu uma marca inédita na redução dos crimes de homicídio no mês de setembro. Os indicadores criminais referentes ao nono mês do ano, divulgados pela Secretaria de Segurança Pública (SSP) mostraram queda de 18,3% nos assassinatos na comparação com o mesmo período do ano passado. 

Em 2019, o Rio Grande do Sul registrou 126 assassinatos e, neste ano o número de crimes caiu para 103. É o menor número para o mês em toda a série histórica - o sistema de contabilização permite extrair o número de vítimas no Estado em separado do de ocorrências a partir de 2005.

Ao comparar os números no acumulo de todo o ano de 2020 a redução é de 7,2%, passando de 1 380 homicídios consumados no ano passado para 1 281 neste ano. Este é o menor número desde 2007, que teve 1.271 assassinatos no intervalo de nove meses. Os números não incluem os crimes de feminicídio.

A Secretaria não divulgou os números referentes às ocorrências de homicídio tentado.

Violência contra mulher

O reforço nas campanhas de conscientização e canais de denúncia, além da intensificação nas ações de repressão pelas forças de segurança, obtiveram resultado positivo no que tange aos feminicídios. O mês registrou seis mulheres assassinadas em razão do gênero no mês de setembro. No ano passado foram sete crimes, o que representa redução de 14%.

Já no acumulado do ano a redução é de 10%. Entre janeiro e setembro de 2019 70 mulheres foram assassinadas e, de janeiro a setembro deste ano o número de vítimas fatais ficou em 63.

Dos outros quatro indicadores de violência doméstica monitorados pela SSP, três também registraram queda no mês: 24,3% nos crimes de ameaças, 16,4% nos crimes de lesões corporais, e 28,2% nos crimes de estupros. Porém, as tentativas de homicídio assustadoramente dobraram. Em 2019 foram registrados 14 crimes e, agora em 2020 o número subiu para 30 casos, uma elevação de 114,3%.

Se a comparação for quanto ao ano inteiro, o acumulado mostra redução nos quatro índices: 13,1% nas ameaças, 10,1% nas lesões corporais, 1,6% nos estupros e 0,8% nas tentativas de feminicídios.

Latrocínios

Apesar de ser considerado crime contra o patrimônio, os latrocínios têm emprego de grande violência e, nos casos consumados resultam no assassinato da vítima. Esse crime também apresentou pequeno aumento na comparação com o mês de setembro de 2019.

No ano passado foram quatro crimes e, neste ano, cinco registros. No acumulado do ano houve redução de 10,5%. Houve 57 roubos com morte no estado entre janeiro e setembro de 2019, enquanto o mesmo período deste ano registrou 51 casos.

A Secretaria não divulgou os números referentes às ocorrências de tentativa de latrocínio.


Sobre nós:

Credibilidade na informação regional e a força de um dos precursores da informação em Uruguaiana. Você também está convidado para fazer parte dessa história.

Telefone: (55) 3402-2782
Endereço: R. Duque de Caxias, 2247 - Centro, Uruguaiana - RS, 97500-181