URUGUAIANA JN PREVISÃO
PC e PF

Criada força conjunta para combater desvio de dinheiro público

Michelle Khouri
Foto: Divulgação

O Ministério de Justiça e Segurança Pública (MJSP divulgou, na tarde desta sexta-feira, 13/5, a criação da Rede Nacional de Polícias Judiciárias no Combate à Corrupção (Renaccor). A iniciativa integra a Polícia Civil (PC) de todo o país e a Polícia Federal (PF) para intensificar o combate a crimes de desvio de dinheiro público.

Os primeiros estados que formalizaram sua participação no sistema, em um formato nunca visto no país, foram Alagoas e Mato Grosso do Sul. O Distrito Federal, Acre, Amazonas, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Paraná, Piauí, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, São Paulo, Sergipe e Tocantins deverão fazer isso nas próximas semanas. A expectativa é que o país todo esteja no grupo até o final do ano.

A Renaccor faz parte do Plano Nacional de Segurança Pública e Defesa Social, uma das prioridades da atual gestão do Governo Federal, que estabelece o combate permanente e de forma inovadora ao crime organizado, à corrupção e à lavagem de dinheiro.

De acordo com o titular da pasta, Anderson Torres "entre outros avanços, por exemplo, a Renaccor possibilitará que polícias civis dos estados realizem ações conjuntas, sob coordenação da Secretaria de Operações Integradas (Seopi). Isso agilizará as operações de combate ao crime organizado e aumentará consideravelmente o efetivo de agentes envolvidos".

O ministro também destacou como outra das inovações da rede um fortalecimento do compartilhamento seguro e confiável de informações necessárias para investigações a serem implementadas pelos membros da Renaccor. "A sociedade brasileira será diretamente beneficiada", frisou.

Resultados

Desde abril de 2020, o MJSP coordenou mais de 130 operações contra desvios e fraudes no uso de verbas públicas destinadas ao combate da covid-19 que resultaram na recuperação de mais de R$ 190 milhões. O valor total de contratos de produtos e serviços investigados gira em torno de R$ 4,5 bilhões. Foram cumpridos 220 mandados de prisão temporária, 21 de prisão preventiva e 1,9 mil de busca e apreensão em mais de 220 municípios do país.


Sobre nós:

Credibilidade na informação regional e a força de um dos precursores da informação em Uruguaiana. Você também está convidado para fazer parte dessa história.

Telefone: (55) 3402-2782
Endereço: R. Duque de Caxias, 2247 - Centro, Uruguaiana - RS, 97500-181