URUGUAIANA JN PREVISÃO
Artesanato e Sustentabilidade

Projeto produz conteúdo e forma rede colaborativa

Uruguaiana está entre as cinco cidades do RS escolhidas.

Foto: Michelle Khouri/JC

Com o objetivo de produzir conteúdo para a internet e formar uma rede colaborativa entre artesãos e sustentabilidade, um casal de Santa Rosa, no noroeste do Estado, criou o projeto Rosa do Deserto - Artesania. Em uma kombi especialmente preparada, a equipe está percorrendo cinco cidades do Rio Grande do Sul, produzindo três vídeos em cada cidade: um sobre um artista local; outro compartilhando té cnicas de artesanato com material reciclado e o terceiro trazendo um bom exemplo sobre sustentabilidade

A primeira parada da "Rosa", apelido carinhoso dado à Kombi foi em Giruá, uma cidade próxima à Santa Rosa. Deste ponto de partida, seguiram para Uruguaiana, onde dois artesãos locais foram entrevistados. As outras cidades que compõe o trajeto são Pelotas, Canoas e Torres.

O projeto foi idealizado por Anderson Farias, jornalista, ator e produtor de cinema e Vivian Alvanoz, artesã e estudante de gestão ambiental. Juntos, adquiriram a Kombi e a transformaram em um motorhome. O veículo possui todas as facilidades de uma casa como fogão, geladeira, cama e chuveiro. Isso permite que o casal circule pelo Estado sem a necessidade de estabelecer horários ou gastos com hospedagem. O programa é fomentado através do Edital da Fundação Marco Polo e executado através do Edital Criação e Formação Diversidade das Culturas realizado com recursos da Lei Aldir Blanc nº 14.017/20.

Gravações em Uruguaiana

Em Uruguaiana, a artesã e empreendedora Monica Sampaio contou um pouco da história da Madre Terra, uma saboaria artesanal que produz também cosméticos naturais. A empresa foi criada em 2017 com a missão de cuidar do próximo através do artesanato. Os produtos são criados com matérias primas naturais e feitos à mão individualmente no ateliê da família, onde atualmente também é a loja.

Ainda na cidade da fronteira oeste, uma entrevista foi realizada com o professor Lupe Barbosa no SESC Uruguaiana. O artista plástico reaproveita metais para criar suas obras. Uma de suas esculturas mais emblemáticas foi feita com elementos como solda elétrica, sucatas e ferro velho: O Dom Quixote, que está localizado em frente à Estação Rodoviária Municipal.

Todo o conteúdo criado pela equipe será disponibilizado no canal oficial do projeto no YouTube. Esta ação reúne profissionais de diversas áreas com o intuito de valorizar a consciência ambiental e um maior reconhecimento dos artesãos. Dessa maneira é possível estimular a valorização, divulgação e fomento do artesanato com material reciclável. O projeto pretende ainda compartilhar informações como feiras, eventos, cursos e ser um catalisador de ações e informações, se tornando uma referência para o trabalho de artesanato sustentável.

De acordo com a idealizadora do projeto, Vivian Alvanoz, para realizar a seleção das empresas foi levada em conta a relação empreendedora e a responsabilidade com o meio ambiente. Foram selecionados estabelecimentos que cuidem ou que realizem ações que façam bem para o planeta. "Estamos em busca de boas histórias para entrar no nosso círculo e pretendemos abranger cada vez mais lugares. Procuramos pessoas que amam artesanato, o planeta e que querem cuidar da Terra de alguma forma".


Imagens

Sobre nós:

Credibilidade na informação regional e a força de um dos precursores da informação em Uruguaiana. Você também está convidado para fazer parte dessa história.

Telefone: (55) 3402-2782
Endereço: R. Duque de Caxias, 2247 - Centro, Uruguaiana - RS, 97500-181