URUGUAIANA JN PREVISÃO

AEU perde para a ACBF e se despede da Série Ouro

Larissa
Foto: Guiga Chaves

A Associação Esportiva Uruguaianense (AEU) fez no sábado, 24/11, seu último jogo da temporada contra a Associação Carlos Barbosa de Futsal (ACBF) pela Liga Gaúcha de Futsal - Série Ouro 2018.

O jogo de volta da semifinal aconteceu no Centro Municipal de Eventos, em Carlos Barbosa e o time laranja venceu por 4 a 1, mesmo placar do jogo de ida, que aconteceu em Uruguaiana no dia 14/11.


O jogo

Precisando apenas de um empate no jogo de volta para se classificar para a final, a ACBF iniciou a partida com mais posse de bola, mas não convertia os gols, e quando criava chances, pecava nas conclusões. A Uruguaianense aproveitou e abriu o placar com Pedala, faltando dez segundos para o fim do primeiro tempo.

O segundo tempo iniciou com marcação de pênalti a favor do time laranja. Felipe Valério cobrou e empatou a partida no primeiro minuto. O jogo ficou equilibrado até os até os 15 minutos. Depois, o tricolor da fronteira passou a jogar com goleiro-linha e a ACBF se defendeu bem. Aproveitando os erros da AEU, o time da casa virou a partida com gols de Lé, Douglinhas e Pesk, e placar final foi de 4 a 1.

O time de Carlos Barbosa está na grande final da Liga Gaúcha 2018 e aguarda pelo adversário, que será Atlântico ou Assoeva, que será definido nesta terça-feira, 27/11.

A AEU se despediu da Série Ouro entre as quatro melhores equipes do estado. O grupo deve entrar em férias nesta semana e a apresentação para a temporada 2019 deve acontecer em fevereiro. A data depende da Liga Gaúcha e da Federação, que definirão o calendário do início da competição.


Avaliação de 2018

O técnico da AEU, Sandro Colvero, conversou com a reportagem do CIDADE e fez um balanço de 2018. Colvero foi anunciado como técnico em maio deste ano e sua estreia foi no dia 19 de junho contra a Associação Carlos Barbosa de Futsal (ACBF), mesma equipe que a AEU encerrou a temporada 2018. Foram 20 jogos a frente da equipe neste ano.

"Foi um ano muito bom para a Associação, um ano difícil, um ano que houveram algumas mudanças na trajetória, algumas correções de rumo ao longo da caminhada. Eu cheguei na metade do ano com um grupo formado e mesmo assim fizeram algumas mudanças no elenco, saídas de jogadores para equipes de liga. Nós conseguimos repor as saídas com bastante qualidade, tivemos êxito nas reposições, isso foi importante daquele início de caminhada e de lá pra cá viemos trabalhando muito, conseguimos fazer com que o grupo entendesse as ideias e a filosofia de trabalho", avaliou. "Todos trabalharam muito para chegarmos ao objetivo traçado, que no primeiro momento era classificar entre as oito primeiras equipes do estadual, passar para a outra fase", explicou. "No segundo momento nós já traçamos uma meta mais ousada que era tentar chegar às semifinais da competição já no primeiro ano de volta da Associação a Série Ouro. Era uma meta ousada, mas a gente acreditava que pudesse ser alcançada e assim foi com o trabalho bastante árduo de todos. Com confiança e muita competência de todo o grupo de trabalho, nós conseguimos chegar nessa inédita semifinal da Série Ouro, um feito muito importante para esse ano de volta da Associação a competição, fazendo dois jogos de semifinais muito importantes", acrescentou.

"Antes disso tivemos aquele duelo histórico contra o América de Tapera, onde nós conseguimos fazer um primeiro jogo em Uruguaiana excelente, um dos melhores jogos do ano. Fomos a Tapera com o intuito de tentar buscar uma classificação, porque lá a gente sabia que era difícil e o grupo conseguiu, teve maturidade, teve a capacidade de superar todas as adversidades do jogo e conseguiu superar o América, que havia sido semifinalista das duas últimas duas edições da Série Ouro. Nós conseguimos eliminá-los lá em Tapera, um feito já histórico que foi chegar às semifinais", relata.


Semifinal

"Esses jogos das semifinais, os dois que fizemos contra a ACBF, a gente sabia da dificuldade que era, por ser uma das melhores equipes do Brasil e do mundo. Tivemos dois embates muito bons. Aqui no primeiro jogo nós comprometemos bastante o resultado em função do início atípico nosso, com alguns erros que culminaram no resultado final. Tivemos um bom jogo na sequência, conseguimos equilibrações, tivemos chance de chegar perto do marcador e lá em Carlos Barbosa fizemos um jogo melhor que aqui, um jogo mais equilibrado que aqui, tivemos mais oportunidades de tentar vencer. Saímos na frente no primeiro tempo, que vencemos por 1 a 0 com bastante méritos, conseguimos jogar melhor que a equipe da ACBF até no primeiro tempo", avaliou. "No segundo tempo sofremos um gol de pênalti muito cedo, acabou desestabilizando um pouquinho a equipe, mas mesmo assim fizemos um segundo tempo bom e o jogo foi decidido na verdade nos dois últimos dois minutos, onde nós tivemos que tentar a situação de linha gol, porque precisávamos da vitória para levar o jogo a prorrogação. A ACBF conseguiu em três roubadas de bola definir o marcador, mas foi um jogo equilibrado, um jogo que saímos de lá com a sensação de dever cumprido na competição porque fizemos uma competição de alto nível, onde conseguimos surpreender a maioria das equipes que não apostariam na Associação como semifinalista e a Associação provou mais uma vez que voltou para a Série Ouro, voltou forte, e voltou para ficar, para competir de igual com todas as equipes, inclusive com as grandes", frisou.

"A Associação foi a equipe que ao longo do ano ofereceu mais resistência as equipes grandes. Foi a única na fase classificatória que não havia perdido para nenhuma equipe grande, em casa principalmente. Fica uma campanha marcada para a história. Todos saem com a sensação de dever cumprido", finalizou.


2019

A diretoria e comissão técnica da AEU já estão planejando e projetando o ano de 2019 para ficar quem sabe ainda mais forte que em 2018, de acordo com Colvero. O grupo vai ser liberado para sair de férias nessa semana.

O técnico adiantou que alguns atletas já têm propostas de outras equipes e que não renovarão. Haverá uma "reforma" no elenco com saídas de alguns jogadores, já que a chegada a semifinal valoriza o elenco. Colvero adiantou que Felipe e Rafa já acertaram com outras equipes. Para renovação e contratação ainda não tem nenhum nome definido.

Imagens

Sobre nós:

Credibilidade na informação regional e a força de um dos precursores da informação em Uruguaiana. Você também está convidado para fazer parte dessa história.

Telefone: (55) 3402-2782
Endereço: R. Duque de Caxias, 2247 - Centro, Uruguaiana - RS, 97500-181