URUGUAIANA JN PREVISÃO
Arte

Uruguaianense realiza sonho e se forma na Escola Bolshoi

Rinaldo Cardoso Paz Júnior entra para a história do município, como o único uruguaianense a se formar na escola Bolshoi e em 2020 também foi o único gaúcho, representando com maestria a bandeira do Rio Grande do Sul.

Foto: Arquivo pessoal

No último final de semana, o artista uruguaianense Rinaldo Cardoso Paz Júnior, 18 anos, colou grau no Curso Técnico de Nível Médio em Dança Clássica pela Escola do Teatro Bolshoi no Brasil. O momento especial foi marcado por duas noites de gala, com apresentações na sexta e no sábado, e a tão sonhada formatura aconteceu na manhã de domingo, 13/12, com transmissão online. A Escola do Teatro Bolshoi no Brasil fica localizada em Joinville (SC) e é a única filial fora da Rússia.  

Em entrevista ao Jornal CIDADE, o artista falou sobre o sentimento de integrar a 13ª turma de bailarinos profissionais formada pela escola. "Para mim esta conquista é algo inexplicável porque sempre sonhei em estar onde estou. Hoje me sinto vitorioso e orgulhoso de mim mesmo por ter conseguido me formar em uma escola tão renomada", comemora. "Conseguir este diploma não foi fácil, mas foi um marco em minha vida, pois sou um profissional da dança com apenas 18 anos e sei que ainda posso conquistar muitas coisas pelo mundo", ressalta.

O jovem entra para a história do município, como o único uruguaianense a se formar na escola Bolshoi e em 2020 também foi o único gaúcho, representando com maestria a bandeira do Rio Grande do Sul.

Mas o amor pela dança não é por acaso. É de sangue. "Venho de uma família amante do carnaval então sempre estive envolvido no meio da arte, mas meu primeiro contato com a dança foi aos 13 anos quando comecei a dançar com a professora Cristina Fernandez. Foi ela quem se dedicou a me ensinar os primeiros passos e a partir daí meu amor pela arte só aumentou", conta.

Rinaldo já integrou comissões de frente da Cova da Onça e também participou de festivais nacionais e internacionais como em Buenos Aires em 2017, conquistando o 1º lugar nas apresentações e também foi o bailarino destaque do festival. "Foi aí que eu decidi seguir essa profissão", pontua.

Em 2017 a Escola Bolshoi abriu pré-seleção para bailarinos, então Rinaldo e a professora Cristina Fernandez não pensaram duas vezes e enviaram vídeos para a instituição. "Fui pré-selecionado juntamente com outros 2500 bailarinos e então viajei para Joinville para poder fazer a audição presencial onde passei por várias etapas, desde médica, fisioterápica e artística, passando por todas elas e assim fazendo parte de uma das maiores escolas de danças do mundo", explica.

Além disso, devido ao conhecimento técnico do artista, ele não precisou fazer os oito anos habituais de formação na Bolshoi. Com sua ampla trajetória na dança, Rinaldo entrou no 6º ano da escola, cursando os três últimos anos. "Esse ano eu admito que foi o mais difícil dentre todos os outros, ficamos parados durante cinco meses, isolados, sem subir nos palcos e sem fazer nossas aulas diárias. Quando nós voltamos tivemos que nos adaptar e acima de tudo nos reinventar, sem poder dançar em grupos e sem o público para nos aplaudir", comenta.

Para o futuro, os planos são inúmeros. "Mas meu foco é trabalhar em companhias profissionais no exterior, principalmente na Europa", conclui.


Imagens

Sobre nós:

Credibilidade na informação regional e a força de um dos precursores da informação em Uruguaiana. Você também está convidado para fazer parte dessa história.

Telefone: (55) 3402-2782
Endereço: R. Duque de Caxias, 2247 - Centro, Uruguaiana - RS, 97500-181