URUGUAIANA JN PREVISÃO
Rubens Montardo Junior

Rombo Fiscal

Ao contrário da opinião do relator-geral do Orçamento de 2023 da União, senador Marcelo Castro (MDB/PI), o ex-presidente do Banco Central e ex-ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, tem afirmado que o rombo fiscal que será deixado pelo governo Bolsonaro para o próximo período será quase três vezes maior que o estimado. Se o governo chegou a falar em R$ 150 bilhões e Castro estima a necessidade de ao menos R$ 100 bilhões para ajuste nas contas do ano que vem entre o parlamento e a equipe do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para o início do seu mandato, Meirelles vê um déficit que pode chegar a R$ 400 bilhões. Segundo o experiente economista, esse é o valor mais próximo da realidade e tem sido confirmado por entidades independentes. Meirelles afirma que o Teto de Gastos, medida criada por ele durante o governo de Michel Temer (MDB/SP) não está "desmoralizada".

Orçamento

Nas discussões para a construção de um orçamento adequado para 2023 - com o relator Castro deixando claro que na peça orçamentária enviada por Bolsonaro ao Congresso não há recursos suficientes para praticamente nenhuma política social -, a presidente do Partido dos Trabalhadores (PT), Gleisi Hoffmann, e o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, senador eleito no Rio Grande do Sul pelo Republicanos, trocaram farpas durante a reunião que definiu a PEC da transição.

Finalizado

Triste quando as pessoas perdem o senso de realidade, seja por ignorância, má intenção ou até fanatismo político ou religioso. O Brasil vive uma fase sombria, onde a razão, a sensatez e a verdade fugiram da cabeça, no caso, a "casa" de cada indivíduo. Disparam milhares de notícias falsas, promovem o ódio e a cizânia e querem impor sua crença. O processo eleitoral brasileiro foi marcado pela lisura, transparência e agilidade. Nosso sistema eleitoral é seguro, fiscalizado e o TSE - Tribunal Superior Eleitoral trabalha com muita tranqüilidade e imparcialidade. Não foi verificado nenhum fato que sequer ventilasse um desvio. O ministro Alexandre de Moraes, presidente do Tribunal Superior Eleitoral fez um belo trabalho no combate a propagação de fake news. O processo eleitoral foi finalizado. Teremos a diplomação e posse dos eleitos e, daqui quatro anos, teremos oportunidade de fazermos novamente nossas escolhas, pela soberania do voto e a vontade da maioria manifestada nas urnas. A eleição acabou! Esta é a MINHA opinião!

Aplausos

Na quarta-feira, dia 16/11, o Brasil perdeu uma grande atleta, Maria Isabel Barroso Salgado Alencar, aos 62 anos de idade. Isabel, carioca de nascimento, brilhou no vôlei, em pelos ginásios do mundo. Foi a primeira mulher a ter uma carreira internacional no vôlei, onde foi multicampeã nas quadras e na vida, no exercício da cidadania.

Articulador

O vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin preside a Comissão de Transição e já articula apoios no Congresso Nacional para o futuro governo federal. Deputados e Senadores sempre demonstram boa vontade com os novos governos, com disposição de ajudar na governabilidade e atentos aos interesses públicos. Pelo visto, Alckmin não será figura decorativa e terá papel atuante no governo, numa espécie de primeiro-ministro. 

Sobre nós:

Credibilidade na informação regional e a força de um dos precursores da informação em Uruguaiana. Você também está convidado para fazer parte dessa história.

Telefone: (55) 3402-2782
Endereço: R. Duque de Caxias, 2247 - Centro, Uruguaiana - RS, 97500-181