URUGUAIANA JN PREVISÃO
Ricardo Peró Job

Luzes & Sombras

Começou

O ministro Alexandre de Moraes, presidente do Tribunal Superior Eleitoral, durante uma visita de cortesia, fez um pedido especial ao presidente eleito Luiz Inácio da Silva, o "Lula": que este dê o aval para que o tribunal e a sociedade civil apresentem um para regulamentar as plataformas digitais e combater as fake News, ou seja, legalize a censura já imposta pelo STF e TSE ao povo brasileiro. Na semana passada, nesta mesma coluna alertei para o perigo de uma união deste Executivo recém eleito com este STF, ambos com pouco apreço pela democracia.

Eu também quero mocotó

No rastro do STF e do TSE, que costumam se imiscuir nas atribuições dos demais poderes e metem o bedelho em tudo, o Tribunal de Contas da União resolveu interferir na política de remuneração dos acionistas da Petrobras. Segundo a imprensa livre (pelo menos ainda) o pedido foi da presidente do PT, Gleisi Hoffmann junto ao procurador de Contas Lucas Rocha Furtado. Com a interferência, as ações da estatal desabaram 6% no dia em que o barril de petróleo teve uma suba de 4%.

Estado de alerta

Parece que gradativamente partidos, jornalistas e outras instituições estão acordando para a nova realidade imposta pelo STF e seu puxadinho, o TSE. No domingo que passou o Partido Novo criticou a postura do Tribunal Superior Eleitoral de censurar quem está questionando o resultado das urnas. Ao salientar que "reforça o seu compromisso com a democracia e o resultado das eleições", o Novo declarou que "bloquear perfis e impedir questionamentos só alimenta a desconfiança da população". Aqui no Estado, a jornalista Rosane Oliveira, editora de Política da RBS, considerada ideológicamente mais à esquerda, publicou em sua coluna na segunda-feira que passou críticas ao ministro Alexandre de Moraes sob o título: "Ministro Alexandre de Moraes passa dos limites no pós-eleição". Segundo a jornalista, "o presidente do TSE foi importante no combate às notícias falsas, mas não pode se outorgar o título de polícia do pensamento".

Stalinista de carteirinha

O deputado distrital Chico Vigilante, do PT, nunca escondeu sua admiração por ditadores, mas desta vez exagerou. Esta semana, da tribuna da Câmara, nosso herói propôs construir bustos do presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Alexandre de Moraes em todas as cidades do país. Certamente inspirou-se no culto da personalidade estabelecido por gente como Stalin, Hitler e Kim Jong-un.

Fazemos qualquer negócio

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, de olho em sua continuidade no cargo, agora resolveu que "é natural" furar o teto de gastos. Henrique Meirelles, que está empenhado em ser convidado por Luiz Inácio da Silva, o "Lula", para fazer parte do futuro governo, também. Cabe lembrar que o teto foi criado por Meirelles durante o governo de Michel Temer e aprovado no Congresso Nacional.

Pândega

A presidente do PT, Gleisi Hoffman é uma pândega. Esta semana, diante do anúncio da distribuição de dividendos para seus acionistas, acusou a Petrobras de estar promovendo uma "sangria". Parece que "Narizinho" esqueceu o saque que os governos petistas promoveram na estatal. O "propinoduto" que sangrou os cofres da empresa movimentou 42,8 bilhões de reais. Já os dividendos distribuídos remuneram o investimento dos acionistas, incluindo o principal, a União, que recebeu R$32 bilhões só no primeiro semestre de 2022. 

Sobre nós:

Credibilidade na informação regional e a força de um dos precursores da informação em Uruguaiana. Você também está convidado para fazer parte dessa história.

Telefone: (55) 3402-2782
Endereço: R. Duque de Caxias, 2247 - Centro, Uruguaiana - RS, 97500-181