URUGUAIANA JN PREVISÃO
Marisele Velasques

Infância digital

Famílias com jovens e crianças em casa já perceberam a facilidade que eles possuem em manusear em celulares, computadores e tablets. Controles remotos então nem se fala. As tecnologias que em um primeiro momento nos assustam, para a garotada se tornam mais um instrumento de descoberta e aprendizagem. E com tanto interesse os pais fazem questão de investir nesses aparelhos. Ao contrário daquela frase pronta que diz: hoje as crianças já nascem sabendo mexer, nenhuma sabe. Elas são estimuladas pelo exemplo da família tanto ao ver quanto ao manusear. Todo estímulo a essa atividade acontece porque alguém de alguma forma proporcionou aprendizado ou deixou ao alcance de mãozinhas curiosas.
Reconhecemos como é agradável o silêncio que fica na casa quando a criança ou o adolescente se vê preso em uma dessas tecnologias, também ele se torna um momento de organizar alguma coisa, adiantar a janta, e tantas outras possibilidades. Só que muitas famílias não percebem que jogos podem vir a se tornar viciantes e redes sociais lugares perigosos sem proteção alguma se não houver orientação, limitação de tempo e cuidado. Por isso, acreditar que deixar o filho preso a ambientes digitais é seguro, com certeza é um erro. Nesse mundo virtual existem infinitas possibilidades sem limites ou barreiras para pessoas com péssimas intenções alcançarem quem mais amamos.
Permitir o acesso às tecnologias e um mínimo de conhecimento de como se deve utilizá-las é normal e essencial, mas também limitar tempos com essas atividades e oferecer outras tão interessantes que causem curiosidade se torna uma tarefa necessária. Dessa forma, o estar próximo dos filhos precisa ser mais importante que o silêncio do lar, que muitas vezes pode parecer inofensivo. Faça questão de dialogar, convidar para assistir um filme, uma partida de futebol. Quem sabe trocar o teclado por uma volta de bicicleta, o Tik Tok por um passeio, jogos de mesa, e até mesmo um livro. Trazer para o lar tantas outras atividades de descobertas e aprendizagens. Invista alguns minutos do seu dia para estar ou brincar com seu filho. Tire ele da frente de telas digitais e interaja mais, mesmo que poucos minutos, não se prive disso. O tempo passa muito rápido e não podemos permitir que a interação com a família seja a mínima possível e com esses aparelhos mais interessantes.
Pense nisso!

Sobre nós:

Credibilidade na informação regional e a força de um dos precursores da informação em Uruguaiana. Você também está convidado para fazer parte dessa história.

Telefone: (55) 3402-2782
Endereço: R. Duque de Caxias, 2247 - Centro, Uruguaiana - RS, 97500-181