URUGUAIANA JN PREVISÃO
MARISELE VELASQUES

Escolas fechadas

As notícias de negligência e violência contra as crianças e adolescentes não param de circular. Suas vidas e sentimentos parecem não importar a quem lhes faz mal. Enquanto tantas coisas ruins acontecem a discussão sobre voltar as aulas está acirrada. É tanta politicagem envolvida, mas não é visto nada de concreto sendo feito em relação ao descaso com a vida infantil.

Mais uma vez se confirma o quanto a escola é importante na vida dos alunos em situação de risco, ela é lugar de refúgio e amparo. Hoje essas vítimas estão presas em casas rodeadas de perigos com seus algozes a espreita e com mais tempo para cometer crimes horríveis. Infelizmente situações assim sempre existiram, porém muitas vezes são descobertas pelos olhos atentos dos professores, através das súplicas externadas em seus comportamentos.

Criança amada e bem cuidada é carinhosa e tem um bom relacionamento com os colegas. Crianças violentas, tristes, irritadas, nervosas e tantas outras características devem ser observadas com carinho e acompanhadas para descobrir quais as causas de tantas atitudes assim. A pandemia trouxe o medo de uma doença, e sabemos que nossas escolas públicas ainda não possuem estrutura e segurança para o retorno, mas é justo esclarecer que problemas maiores aumentaram com o isolamento. Fome, frio, desestruturas familiares e diversas violências contra as crianças só estão aumentado. E o nosso papel é parar de pensar dentro da nossa realidade e abrir a mente para essas questões que prejudicam a vida de tantos.

Saiba que crianças que crescem em ambientes violentos, com vícios e sofrendo violências emocionais, físicas ou sexuais tendem em sua grande maioria a ter depressão ou imitar esses comportamentos reprováveis quando se tornarem adultas. Ou seja, tem gente descuidando do nosso futuro. Enquanto aqueles que lutam através da educação para que pensamentos e atitudes sejam revistas, nossos professores, ainda existem pessoas capazes de destruir sonhos de quem ainda está em formação. É triste e revoltante. Escolas abertas ajudam a salvar vidas e construir sonhos, porém, infelizmente sempre é pouco o que se investe em educação e o resultado de anos de descaso é que hoje não temos condições de abrir, e nossos alunos que precisam de ajuda estão distantes do lugar que ensina a acreditar que tudo pode mudar e ser melhor.

 

Sobre nós:

Credibilidade na informação regional e a força de um dos precursores da informação em Uruguaiana. Você também está convidado para fazer parte dessa história.

Telefone: (55) 3402-2782
Endereço: R. Duque de Caxias, 2247 - Centro, Uruguaiana - RS, 97500-181